Eu não sou modelo! - por Dani Oliveira

No portão do cemitério, ério, ério, ério… Todo mundo cantando! kkkkk… Ok, brincadeira sem graça e eu sou tabacuda, mas  o fato é: roxo e verde combinam. Então, por que não usá-las num mesmo look? Nem sei bem como surgiu essa combinação, acho que puxei a blusa para juntar com a calça de moletom e instantaneamente peguei a sandália verde. Claro, que para trazer um maior equilíbrio, coloquei um colar que tivesse tons de verde e esse é um truque infalível para trazer mais harmonia ao look quando brincamos com cores fortes, principalmente nos pontos extremos, como nos pés. Lembra da regra? Os olhos seguem pros pés, mas voltam atraídos por outra coisa perto do rosto.

A calça de moletom é puro conforto e entra nessa categoria “normcore” que andam falando. Por sinal, preciso fazer um post falando sobre isso. O novo momento da moda, que pra mim, não passa mais de uma invenção. Enfim, farei! Bem, meninas, essa é a minha proposta para hoje, espero que gostem.

Créditos | Blusa, costureira | Calça Gap | Colar, acervo bem antigo | Bolsa Via Mia | Sandália Arezzo.

IMG_8973

IMG_8981

IMG_8990

IMG_8991

IMG_8996

IMG_9018

Look Meu

Sabe jogo ganho? É isso que eu sinto quando monto dois looks para o combinado, um mais colorido e outro mais sóbrio. Sinto que o colorido vai ganhar disparado (com 60% dos votos). Mas monto mesmo assim, e sinceramente, eu estava com mais astral para o look cinza. Calma, não estou morgada e sem sentir a alegria do verão. A causa está nos pés, na rasteira escolhida para finalizar o look cinza. Estou numa fase que quero manutenção zero e usar saltos, para mim, significa tensão para não torcer os pés (meus ligamentos são frouxos), joanete doendo e dores nas plantas dos pés no fim do dia.

Em compensação, essa “obrigação” por usas saltos, faz com que eu tire a poeira da minha coleção de saltos não usados (será fetiche ter tantos e não usar? Mainha vai dizer que é consumismo mesmo, ops!).  Por isso, obrigada, meninas. Descobri que esse salto, apesar de bem alto, é super confortável. Adorei ver o tom de amarelo junto a minha pele. Amei o resultado colorido que o colar deu, bem de acordo com o dia que fez no Recife.  A única certeza que eu tinha, independente do look escolhido, seria o prazer de usar essa saia. E falando nela, preciso informar o quão fácil foi fazê-la. Precisei de um metro e meio de viscose (Zé Araújo), para uma saia de 60cm de comprimento, um elástico de três dedos, corte godê simples e uma costureira que a fez em apenas 40 minutos. Eu estou completamente apaixonada por ela e é bem provável que o look perdedor será usado em breve, muito em breve. Espero que gostem, meninas.

Ah, troquei a bolsa. A outra estava tão sujinha e essa tão novinha…

Créditos | Blusa Renner, R$ 79,90 | Saia, tecido R$ 52,50 + costureira R$ 30,00 | Colar Zara – Sevilla | Bolsa Via Mia, R$259,00 | Sandália Arezzo, R$80,00.

 

IMG_8931

IMG_8939

IMG_8936

IMG_8950

IMG_8967

IMG_8963

Sem categoria

Eu geralmente não vou para inauguração de lojas. Sempre batia de frente com o flamenco ou com atividades do dia a dia. Mas ontem, deu tudo certo para que eu fosse ver de perto o que a GAP estava trazendo para Recife. A marca americana foi fundada em 1969 e tornou-se uma das gigantes do varejo americano. Virou símbolo do hilow quando Sharon Stone apareceu no Oscar usando uma blusa da marca com uma saia de estilista grifado.

O forte da marca são as peças em malha e o jeans. É tipo “lugar tem que ir” para comprar calça jeans quando vamos aos Estados Unidos. A loja que abriu no Shopping Recife traz todas as linhas da marca: feminino, masculino, infanto-juvenil e baby. As peças da marca seguem bem o estilo básico americano, por isso, você encontrará poucas estampas e cores mais suaves.

IMG_2633.JPG

IMG_2635.JPG
Achei a malharia super boa, bem macia. O jeans segue a numeração americana, mas ainda não chegou a grade completa indo até o 33 ( igual 46/48). O G de lá é bem grande e, em algumas peças, o M coube em mim tranquilamente.

IMG_2637.JPG

IMG_2636.JPG
Os preços são mais salgados e não adianta comparar com os valores que são praticados nos Estados Unidos. Temos que levar em consideração que há diferença cambial e custo de importação agregados ao valor. Sem contar que lá, nos Estados Unidos, brasileiro compra geralmente peças em liquidação. Eu acabei comprando algumas peças que custaram na faixa de duzentos reais. Vamos ver se a durabilidade vai fazer valer o valor. Na época que eu morava nos Estados Unidos, comprei algumas peças da marca e elas duraram muuuito tempo.

IMG_2638.JPG

Em resumo, acho que vale a pena dar uma passada por lá para conhecer a loja e os produtos.

=> Shopping Recife, quinta etapa, segundo andar.

Voltando às atividades regulares do blog… Por que, né? Já virou palhaçada essa minha falta de absurdo! Fazia tanto tempo que eu não preparava um combinado, até que bateu saudade. O mais interessante é que eu tenho praticado a lógica dessa TAG no dia a dia, usando principalmente roupas antigas. Mas desta vez, as peças são novas. Peças que eu tinha comprado e pareciam esperar por essa saia. Essa saia eu mandei fazer. Coisa simples, godê com elástico na cintura. Para ela, comprei um metro e meio de viscose mais grossa e quarenta minutos depois, saia pronta.

No look um, apesar das cores serem mais sóbrias, a rasteira e o colar mais boho, dão um ar mais descontraído ao look. No segundo, as cores deixam o look mais alegre. Eu sinceramente não sei qual escolher. Por isso, a decisão é de vocês. Vota aí!!

Look 1 | Blusa Zara, R$ 69,90 | Saia, costureia | Colar 162,  esqueci o preço | Bolsa Zara, R$89,90 | Rasteira C&A, R$89,90.

IMG_8900

Look 2 | Blusa Renner, R$ 79,90 | Colar Zara Europa | Bolsa Zara, R$159,90 | Sandália Arezzo, R$80,00.

IMG_8906

Página 1 de 20212345...Última »